quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Congresso Brasileiro de Psiquiatria

O Congresso Brasileiro de Psiquiatria é o terceiro maior evento da especialidade. À frente dele somente o da Associação Psiquiátrica Americana e o da Associação Mundial. Diferentemente do que alguns querem fazer crer, é um congresso eminentemente médico - nas últimas edições 85% dos participantes são médicos, sendo mais de 80% psiquiatras.

Ele é itinerante, sendo que o número de cidades capacitadas a recebê-lo é cada vez menor em virtude das proporções que atingiu. A média de público nos últimos anos é de 5000 inscritos.

Seu programa científico é montado com base nas sugestões dos associados, às custas de trabalho enorme e dedicado da Comissão Científica, completamente independente da Diretoria da ABP. Repetidamente os questionários de avaliação preenchidos pelos congressistas revelam elevado índice de satisfação.

A orientação pluralista contribuiu para o crescimento do CBP. A função de um congresso científico é promover o debate, o que exige a apresentação de várias idéias, mesmo que conflitantes. Preocupa-nos a ocorrência de manifestações, travestidas de “clamor pela democracia”, questionando o CBP por ele ser muito...democrático.

Os indicativos de sucesso, entretanto, não permitem acomodação. Alguns dilemas e problemas persistem. Por exemplo:

Continuar ou não a alternância de cidades-sede?

O que poderia ser feito para valorizar nosso associado? Não há evento científico deste porte que não seja custeado em parte por taxas de inscrição. Na maioria inclusive os valores são maiores que os do CBP.

Como fazer para que o resultado financeiro do congresso beneficie mais federadas? Esse é um desafio que teremos que enfrentar. Atualmente, por decisão da Assembléia de Delegados, a(s) federada(s) sede fica(m) com 30% do lucro do evento e depois do repasse não se tem mais controle ou auditoria do que é feito com o dinheiro.

Propomos: congresso itinerante, em cidades que tenham condições de recebê-lo, redução da taxa de inscrição para os associados da ABP, revisão da partilha do resultado financeiro do CBP com redimensionamento da sua distribuição em benefício de maior número de federadas e auditoria externa/acompanhamento pelo Conselho Fiscal das contas da(s) federada(s) que receberam o repasse.

Defendemos e praticamos uma campanha eleitoral calcada em discussão de idéias e divulgação ampla de propostas realistas, exeqüíveis, que permitam a continuidade do crescimento e do fortalecimento da ABP. Só assim é possível uma ABP de Todos os Psiquiatras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários serão moderados para evitar a publicação de insultos e/ou mensagens contendo palavrões. Da mesma maneira, apenas serão aceitas mensagens com a identificação do remetente.

Postar um comentário